De todas as décadas esta é se longe a minha preferida. As maquiagens, roupas, tendências, tudo! Primeiro de tudo essa década representou muita coisa, muita gente que ela não foi uma década, mas sim duas. Primeiro de 60 à 65, marcada pela inocência e o espirito de luta do povo. A “segunda década de 60”, seria de 66 à 68, sendo mais marcada pelas drogas, a total perda da antes existente inocência e a revolução sexual. Uma coisa muito marcante na música da década de 60 foram os Beatles, que também mostram essa “divisão” da década em duas por meio de suas músicas.

A moda dos anos 60 marcou o fim da “moda única”, fazendo as pessoas optarem por estilos diferentes em vez da “mesmisse” anterior. Na verdade a moda virou “não seguir a moda”, buscando parâmetros diferentes, cheios de atitude e liberdade. A grande “vedete” dos anos 60 sem dúvidas foi a minissaia

“A ideia da minissaia não é minha, nem de Courréges. Foi a a rua que a inventou.”     
                                                                                                   -Mary Quant
E foi nessa época que surgiu o “unissex”, com a popularização das calças jeans e camisas de gola, as mulheres começaram a quebrar essa barreira anteriormente existente, passando a usar roupas originalmente masculinas, como o smoking(lançado por Yves Saint Laurent, em 1966).
Uma grande marca dos anos 60 foi o vestido tubinho, que foi eternizado pela atriz Audrey Hepburn, do filme “Bonequinha de Luxo”, e até hoje este modelo é bastante usado.
A parte que eu mais gosto dos anos 60, é a maquiagem, com olhos bem marcados e pele e lábios bem apagados, para dar total destaque aos olhos.
Twiggy(uma top model britânica) ficou mundialmente conhecida nos anos 60, sendo chamada de ícone da moda até hoje.
Bem, essa é a minha visão dos anos 60, espero que vocês tenham gostado!
Anúncios